AS PATENTES MAIS BIZARRAS DO MUNDO

September 23, 2019

 

 

 

 

Trabalhar com patentes tem suas vantagens, uma delas é estar exposto à maior diversidade de ideias e inovações que a mente humana é capaz de criar. O agente da propriedade industrial está exposto constantemente não apenas às ideias de seus clientes, mas também às ideias dos concorrentes dos clientes e a toda sorte de invenções que surgem aleatoriamente durante suas pesquisas de anterioridade.

 

O fato é que, uma pequena porcentagem das invenções que nos deparamos é tão esdrúxula, tão bizarra, tão nonsense que seu conteúdo não tem muita serventia além de provocar risos em quem as lê. Estas são as nossas queridas patentes bizarras.

 

Quase sempre que um grupo de agentes da propriedade industrial se reúne em alguma ocasião informal, esse assunto entra em pauta. Cada um conta aos demais o documento de patente mais bizarro que já parou em suas mãos, como quem troca figurinhas de um álbum de futebol.

 

Direto ao ponto! A seguir os dez documentos de patente (patentes e pedidos de patente) mais bizarros na opinião de oconsultorempatentes.com:

 

Número 10

 

WO9007312 – Dispositif de Protection Contre Les Maladies Contagieuses

 

No mundo em que vivemos as doenças sexualmente transmissíveis são uma preocupação constante na vida de qualquer pessoa solteira. Ao passo que os novos aplicativos de relacionamento proporcionam contatos mais frequentes com o sexo oposto, eles também  te abrem uma janela para um mundo infinito de pessoas, com backgrounds e origens diversas, dentre as quais, sem dúvidas existem aquelas portadoras de DSTs. Agora imagine você, depois de diversos contatos e muito texto gasto na tela de um desses aplicativo, chega o seu grande dia, o dia em que você irá dormir pela primeira vez com a pessoa cobiçada. No dia D você faz uma surpresa para sua parceira aparece no motel vestido com uma calça de látex transparente, camisa de látex, capacete de látex e camisinha de látex. Essa é a proposta do documento de origem francesa WO 9007312. Preciso dizer algo mais?

 

 

 

 

O CONSULTOR NO YOUTUBE

 

Número 9

 

US5031161 - Life Expectancy Timepiece

 

Imagine um relógio de pulso que opere em contagem regressiva e que te diga quanto tempo de vida te resta até o dia da sua morte? Pois é exatamente isso que propõe o inventor do documento de patente americano US5031161. Ao adquirir esse relógio você insere como inputs o seu sexo e a sua idade atual e o processador do relógio faz o resto. Por exemplo, se você é homem e tem 30 anos, o relógio calcula que você ainda tem 43,24 anos de vida restantes. Se você é mulher e tem 40 anos, o relógio acredita que ainda lhe restam 38,36 anos de vida. A partir daí ele inicia a contagem regressiva até o dia de sua morte.

 

Quem quiser imaginar a confusão e angustia de ter um relógio desses, sugiro assistir o seguinte filme, que conta uma história parecida com essa em uma obra de ficção científica: In Time (O preço do Amanhã) com Justin Timberlake e Amanda Seyfried.

 

Não sei se o relógio do referido documento de patente foi a mercado, sei menos ainda se ele se encontra à venda no Brasil hoje. Só sei que esse não parece um presente muito bom pra dar a um conhecido, sobretudo para aquele seu avô de 90 anos.

 

Por outro lado, se o que lhe falta são motivos para aproveitar o momento presente e viver a vida intensamente, talvez valha a tentativa de usar um relógio desses. Ver o seu tempo de vida restante minguando em uma tela digital pode ser o empurrão que lhe faltava para tomar aquela grande decisão.

 

 

Número 8

 

US4344424 - Anti-Eating Face Mask

 

 

Você tem dificuldade em emagrecer, já tentou shake de todas as marcas, academia, aceleradores de metabolismo e todas as outras soluções convencionais, mas sempre acaba se esbaldando no fim de semana, abrindo a geladeira de madrugada e fugindo da dieta na menor oportunidade? Parabéns! Seus problemas acabaram. Esse documento propõe uma mordaça de rottweiler versão seres humanos que te proíbe de uma vez por todas comer escondido de outras pessoas. Detalhe, depois de travar o aparelho a chave deve ficar com outra pessoa, de preferência alguém mais disciplinado que você.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Numero 7

US4666425 - Device for Perfusing an Animal Head

 

Diz-se na crítica que quando Mary Shelley escreveu o livro Frankestein no início do século 19 a autora quis fazer um contraponto ao cientificismo exacerbado, que sobrepujava qualquer moral ou cultura desde que a ciência fosse de alguma forma enaltecida. A história do Dr. Frankestein é bastante conhecida, um cientista maluco tenta dar vida ao corpo de um cadáver e nesse ato cria um monstro que atormenta a vida das pessoas, inclusive a de seu próprio criador.

 

Mary Shelley ficaria bastante chocada em saber que hoje, no plano real, existe um cientista muito mais louco e bizarro que o Dr. Frankestein de seu romance. O documento de patente US4666425 reivindica uma máquina configurada para manter viva uma cabeça de um mamífero fora do corpo do animal. Quem gosta de desenhos animados vai lembrar que essa ideia também já foi apresentada no desenho Futurama.  

 

 

 

 

 

Numero 6

 

US5769724 - Human free flight catapult

 

O sexto documento revela uma catapulta humana, configurada para lançar um indivíduo dentro de dentro de uma capsula (vide número 7 da figura acima). O objetivo é a pura diversão do envolvido. Para futuras referências, por favor nunca me convidem para um passeio de catapulta humana, não tenho o menor interesse nesse tipo de diversão.

 

 

 

Número 5

 

US3216423 – Aparathus for facilitating the birth of a child by centrifugal force

 

 

Se ao observar os desenhos e o título acima você pensou: “isso é uma máquina configurada para auxiliar o trabalho de parto de uma grávida através da força centrífuga” você acertou! É exatamente isso. Detalhe para a tela flexível que segura o bebê após o seu nascimento — melhor dizendo, “lançamento” — impedindo que ele seja arremessado contra as paredes da sala de parto.

 

Número 4

 

US4022227 – Method of concealing partial baldness

 

Esse documento reivindica um “método para disfarçar uma careca parcial”. A  dita careca parcial, localizada no topo da cabeça é disfarçada com uma porção de cabelo da lateral da cabeça cobrindo a parte careca superior da cabeça. As etapas do referido método são exibidas acima. Você conhece algum infrator desse documento?

 

 

Número 3

 

US6490999 - Collarapparatus Enabling Secure Handling of A Snake Bytether

 

 

Já tive diversos animais de estimação em casa. Nunca tive uma cobra. Mas se tivesse uma cobra, certamente compraria uma coleira para cobras para passear com a minha jiboia no meio da rua. Isso é o que propõe o documento americano US6490999, uma coleira pra cobras.

 

 

Número 2

 

US20060071122 - Full Body Teleportation System

 

 

No documento número dois da nossa série de dez documentos, temos um pedido de patente para uma máquina de teletransporte. O documento discorre sobre os buracos de minhoca da tese do Stephen Hawking, fórmulas matemáticas e outros conceitos abstratos de física. O mais interessante contudo, é como o inventor teve o seu momento eureca. Transcrevo a seguir o texto original do documento.

 

The basis for this invention is an event, referring to FIG. 1, occurring on May 2, 2004, in which the inventor (“he”) personally experienced a full-body teleportation while walking to the bus stop (A) along a road (B) that runs perpendicular to the nearby commercial airport runways where planes are landing. There is a wide iron grating (D) for water drainage that crosses the road at the center of the bus stop. The grating width is such that one has to make a concerted effort to jump across it in order to get from one side to the other. Approximately 50 meters from the iron grating, he (E) felt a vertical wave (F), similar to a flag waving in the breeze, traveling down the street toward the bus stop. The wave velocity was about 1 meter per second, which was slightly faster than his walking speed. In the next instance, he (G) found himself down the street near the corner of the next block. Realizing that he had passed the bus stop, he turned around to see the iron grating approximately 50 meters up the street in back of him. Because there was no recollection of having jumped across the iron grating nor of having passed the bus stop's yellow marker line, he realized that he had been teleported a distance of 100 meters while moving along with the traveling wave.

 

Em resumo ele diz que estava andando em frente a um aeroporto no dia 2 de maio de 2004 quando foi inadvertidamente teletransportado por 100 metros. Em outras palavras, um belo dia o inventor estava andando pela calçada em frente a um aeroporto e eis que seu corpo desparece no ponto X e reaparece instantaneamente no ponto Y, cem metros à frente (vide figura acima). No restante do documento o inventor tenta investigar o que levou a esse teletransporte e por fim cria uma máquina para reproduzir esse fenômeno de forma controlada.

 

Número 1

 

GB1426698 – Photon Push-Pull Radiation Detector For Use In Chromatically Selective Cat Flap Control And 1,000 Megaton, Earth-Orbital, Peace-Keeping Bomb.

 

Essa é a minha preferida. Parafraseando Clóvis Bornay, essa é ór concur. É tão bizarra, tão bizarra, que você tem de abrir o documento e constatar com seus próprios olhos o que ele descreve. Tenho a certeza de que daqui a 500 anos, quando abordarem o tema “patentes bizarras” esse documento ainda será apontado.

 

O descritivo do documento britânico começa com a seguinte declaração: meu gato Ginger, da cor laranja, é frequentemente enganado pelo gato preto da vizinha que entra todo dia em minha cozinha pela portinhola de gatos na saída dos fundos e come a comida do pratinho de Ginger.

 

Então, diz o inventor, decidi criar um dispositivo eletrônico que percebesse a cor do pelo de Ginger e abrisse a portinhola da cozinha apenas quando o meu gato Ginger estivesse na entrada da casa. 

 

 

O que começa engraçadinho, até interessante, de repente salta abruptamente para o bizarro. O narrador começa a conversar com o seu gato no próprio texto do descritivo.

 

-- Quando eu mostrei a Ginger os meus desenhos da invenção ele ficou muito impressionado e disse “purr-purr, isso é muito inventivo, eu poderei comer minha comida sem me preocupar com o gato blackie da vizinha. Mas existe uma possibilidade de uso muito melhor para essa invenção...”

 

Eis que o gato do inventor sugere a construção de um supersatélite que irá contra-atacar ataques nucleares de outras superpotências militares.

 

E o resto você vai ter que abrir o documento e ler você mesmo.

 

Quer extrair algo útil desse texto inútil? Se você é inventor e acredita que criou algo muito inusitado e hesita em divulgar a sua invenção porque acha que poderá ser ridicularizado por isso, lembre-se sempre do gato Ginger. Por mais ridícula que seja a sua invenção, ela jamais irá ultrapassar a bizarrice da invenção do gato Ginger.  

 

+ ebooks gratuitos sobre patentes

 

INÍCIO

 

 

Please reload

Our Recent Posts

Como Registrar Patente? ​

November 10, 2019

Posso patentear um método cirúrgico?

November 1, 2019

Busca de Patentes

October 10, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

11 995111782

São Paulo, Brasil

©2018 by arimagalhaes