REIVINDICAÇÃO DEPENDENTE

September 5, 2018

A reivindicação dependente é de fundamental relevância em um documento de patente. Ao se redigir uma patente de invenção, deve-se explicitar de forma clara, precisa e concisa aquilo que se deseja proteger. A seção do documento da patente destinada a esse fim é o quadro reivindicatório. Aqui são descritos quais os aspectos da invenção, já detalhados em seções anteriores do documento, constituem o objeto principal da proteção conferida pela lei.

 

 O quadro reivindicatório é composto de reivindicações. Estas, são frases claras e sucintas que descrevem as dimensões da invenção que se pretendem resguardar. Cada reivindicação é identificada com um número e pode ser de dois tipos; reivindicações dependentes e independentes.

 

As reivindicações dependentes são aquelas que estão associadas a uma reivindicação independente fazendo à esta última uma referência explícita. Esta categoria de reivindicação faz o papel de complemento da reivindicação independente.

 

POR EXEMPLO: 

 

Reivindicação independente: “1. Veículo de transporte de passageiros de dois eixos caracterizado por compreender um tanque de combustível, um chassi e um sistema de propulsão a hidrogênio.”

 

Reivindicação dependente: “2. Veículo de transporte de passageiros, de acordo com a reivindicação 1, caracterizado por possuir um conjunto de 6 rodas por eixo.”

 

Neste exemplo, a reivindicação dependente constitui um complemento à reivindicação independente, ou seja, é um detalhamento das características descritas na reivindicação independente. Assim, as reivindicações dependentes acrescentam detalhes às reivindicações independentes delimitando um subconjunto destas.

 

Toda reivindicação dependente deve conter a expressão “caracterizado por” seguida das características que a especificam, assim como uma expressão que estabeleça claramente a relação de dependência com relação a uma ou mais reivindicações, tal como “de acordo a reivindicação 1”.

 

No caso de uma reivindicação dependente se referir a mais de uma reivindicação, ela é chamada de reivindicação de dependência múltipla e poderá estar ligada a outras reivindicações de forma alternativa através de expressões tais como “de acordo com a reivindicação 1 ou 2”.

 

É importante ressaltar que o quadro reivindicatório deve estar conceitualmente fundamentado no relatório descritivo que o precede. Deste fato decorre o cuidado que se deve tomar com a elaboração do relatório descritivo, já que este será a principal fonte para a interpretação das informações contidas nas reivindicações.

 

Dado que a clareza é um dos principais atributos de uma boa reivindicação, é importante evitar a utilização de termos vagos ou imprecisos, tais como, “pequeno”, “alto”, “baixo”, “forte”, “fraco”, etc. tal como recomenda o INPI, Instituto Nacional da Propriedade Industrial. A imprecisão destas palavras amplia indevidamente o escopo da proteção, o que, geralmente, é inconsistente com o relatório descritivo.

 

Da mesma forma, deve-se ter especial cuidado com a utilização, por exemplo, do termo “consistir de”, no sentido de “constituído de”. O termo implica que os elementos que seguem à essa expressão serão únicos e que qualquer outro elemento.

 

 

 

Please reload

Our Recent Posts

Trabalhos de conclusão de curso em engenharia podem ser patenteados?

February 19, 2020

Medicamentos Homeopáticos são patenteáveis no Brasil?

December 23, 2019

Como Registrar Patente? ​

November 10, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

11 995111782

São Paulo, Brasil

©2018 by arimagalhaes